António Cluny é o novo presidente da Medel – Magistrats Européens pour la Democratie et les Libertés – em resultado da eleição que teve lugar no passado dia 5 de Novembro na reunião do respectivo Conselho de Administração e que decorreu em Roma.Trata-se de um marco histórico para a magistratura portuguesa, em particular para magistratura do Ministério Público, e muito especialmente para o SMMP, que em devido tempo divulgou a sua iniciativa de impulso e apoio activo a esta candidatura.

É o primeiro presidente desta relevante organização, que agrupa as associações de magistrados judiciais e do Ministério Público da Europa, oriundo dos quadros do Ministério Público de Portugal.

É também a primeira vez que um ex dirigente ou associado do SMMP ascende a tal cargo.

Juntamente com António Cluny foram eleitos para o secretariado da Medel os magistrados Eric Alt ( França, Vice-Presidente ), Dragana Boljevic ( Sérvia, Secretária-Geral ), Gualtiero Michelini ( Itália), Ignacio Gonzalez Veja ( Espanha, Tesoureiro ), Dana Girbovan ( Roménia ) Evi Palaiologos ( Grécia ) e Thomas Guddat ( Alemanha ).

A Direcção do SMMP saúda todos os integrantes dos novos corpos gerentes da Medel e manifesta a sua expectativa de que o mandato que agora iniciam se traduza em mais uma etapa de afirmação da independência do exercício das funções judicial e do Ministério Público, e da consequente defesa dos direitos da cidadania na Europa e no Mundo.

A Direcção do SMMP aproveita ainda para tornar público o seu reconhecimento pela acção do secretariado que agora cessou funções, e em particular para saudar publicamente o principal obreiro de todo relevante trabalho desenvolvido, o anterior presidente da Medel, Vito Monetti.

Finalmente, a António Cluny enviamos as nossas calorosas felicitações, certos que saberá estar à altura da responsabilidade agora assumida e confiando que o seu mandato assistirá a um novo incremento da actividade e da influência da Medel no palco internacional.

Lisboa, 7 de Novembro de 2011