Correio Manhã última hora | Autor: Débora Carvalho

Procuradores afirmam que PS e PSD controlam investigações investigações.


Os procuradores do Ministério Público (MP) acusam PS e PSD de “tentativa de controlo das investigações criminais, designadamente do combate à corrupção”. Já pediram uma audiência urgente com a Procuradora-Geral da República, Lucília Gago, e reúnem-se esta quinta-feira “de emergência” para decidir se avançam com greves.

Em causa está a proposta dos dois maiores partidos de alteração da composição do Conselho Superior da Ministério Público: tem atualmente 12 procuradores e 7 elementos externos, cinco deles indicados pelo Parlamento e dois pelo Governo.

O objetivo de PS e PSD é impor uma maioria de não magistrados. “É um ataque à autonomia do MP. Não podem ser os políticos a decidir quem investiga”, critica ao CM António Ventinhas, presidente do Sindicato dos Magistrados do MP.