Numa versão muito própria, alguns jornais comentaram hoje um Editorial do Site do SMMP como constituindo um ataque pessoal do seu Presidente ou ao Procurador-Geral da República num caso ou ao recém-empossado Inspector do Ministério Público Dr. Alípio Ribeiro noutro caso.

A Direcção do SMMP nunca até hoje fez, nem em condições normais fará, ataques pessoais ao Procurador-Geral da República e a outros magistrados do Ministério Público, cuja unidade defende e quer preservar. O Presidente do SMMP não prestou também nenhuma declaração a nenhum jornal sobre o conteúdo do referido Editorial.

O referido Editorial limita-se a comentar afirmações recentes, também elas sobre a situação interna do Ministério Público e o desempenho dos seus magistrados e a apelar à unidade desta magistratura em torno de princípios constitucionais que a Direcção entende deverem reger a carreira do Ministério Público e que as recentes alterações do Estatuto podem fazer perigar, caso não sejam devidamente regulamentadas pelo Conselho Superior do Ministério Público.

Leituras pessoais ou personalizadas deste Editorial da Direcção são por isso abusivas e não correspondem nem à realidade objectiva, nem à sua projectada intenção.

Lisboa, 22/10/2008
A Direcção do SMMP