Caro colega, 

no terreno confinante ao prédio onde se encontra instalada a sede do SMMP, na Rua Tomás Ribeiro, em Lisboa, está em curso a construção de um edifício de raiz.

Tais trabalhos implicam a escavação do terreno e remoções de terras.

No dia 13 de Janeiro as nossas funcionárias constataram que surgiram grandes fissuras nas paredes da nossa fracção e que o mesmo sucedeu noutras partes do prédio.

De imediato foi chamada a protecção civil que determinou a evacuação do edifício de emergência, uma vez que o mesmo se encontrava em risco de ruir.

Os danos na estrutura resultaram do facto das escavações no prédio do lado terem afectado as fundações do nosso, o que fez com que este último cedesse.

A Câmara Municipal de Lisboa embargou a obra do prédio vizinho.

No dia 16 de Janeiro realizou-se uma reunião nas instalações da Câmara Municipal de Lisboa em que participaram os serviços daquela entidade, a empresa construtora, a administradora do condomínio, um representante do SMMP e outro condómino.

Nessa reunião ficou acordado que a empresa de construção irá efectuar as medidas necessárias para a segurança do nosso edifício e reparar o mesmo.

O condomínio contratou os serviços de uma empresa de engenharia especializada, de modo a efectuar o levantamento de todos os danos provocados e quais as reparações necessárias.

A construtora já está a avançar no sentido de realizar todas as obras, mas estima-se que os trabalhos só possam estar concluídos no prazo de um ano.

Como o prédio ficará interditado durante um longo período e a actividade do sindicato não pode parar, logo no dia 17 Janeiro as nossas funcionárias mudaram-se para outras instalações que, entretanto, arrendámos.

Durante a semana passada tratou-se da portabilidade dos telefones e de outros aspectos logísticos para os serviços administrativos ficarem completamente operacionais.

As novas instalações localizam-se na Av. António Augusto Aguiar nº 148, 8º, em Lisboa, perto do El Corte Inglês e funcionarão aí até a obra no nosso prédio se encontrar concluída.

A Direcção do SMMP continuará a acompanhar de perto a situação da obra, em conjunto com a administração do condomínio.

Saudações sindicais.

A Direcção do SMMP