Começando por perguntar “A quem convém a não alteração…”, refere o Dr. Rui Cardoso em artigo de opinião: “A situação não é a mesma de 2009. É pior. A nova Lei de Organização do Sistema Judiciário (LOSJ) é incompatível com boa parte da organização do MP que está no seu estatuto. A instituição a quem a Constituição encarrega de defender a legalidade está na ilegalidade. E assim vai continuar.”
Público, 2015.07.11

 

pdf   Descarregar Artigo