O presidente do SMMP, António Ventinhas, defende a criação de um quadro especial para os procuradores. “É preciso repensar a figura da licença sem vencimento com um regime específico para os magistrados, que avalie melhor para onde é que as pessoas pretendem ir”, afirmou o dirigente ao PÚBLICO. Ventinhas diz que não é defensor da proibição das licenças, lembrando que, muitas vezes, como nos casos de valorização académica, “são uma mais valia para o Ministério Público”.

 

Público Última hora, 28.02.28
Mariana Oliveira


 

Descarregar em formato PDF Descarregar notícia completa em formato PDF