A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, afirmou ontem que a revisão dos estatutos dos magistrados não avançou porque estes pediam aumentos remuneratórios na ordem dos 40%. Em reação, o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), António Ventinhas, disse que se trata de “pura invenção da ministra”, enquanto a presidente da Associação Sindical dos JuÍzes Portugueses (ASJP), Maria José Costeira, acusou-a de “desonestidade intelectual”.

Jornal de Notícias, 2015.06.25


 

pdf   Descarregar Artigo