A ministra da Justiça anunciou ontem 120 medidas para tornar a justiça mais ágil, transparente e próxima dos cidadãos. Os magistrados do Ministério Público e os Juizes não escondem algumas reservas face a este plano. No entender de Maria José Costeira da Associação de Juizes há problemas que é preciso solucionar antes deste programa. Já o presidente do Sindicato dos Magistrados Públicos, António Ventinhas, concorda com o plano mas tem duvidas quanto aos efeitos das medidas. O plano de ação Justiça Mais Próximas começa a ser aplicado para já apenas em experiências piloto em Sintra e Penela.

Antena1 / Noticiário Nacional, 02-03-2016