Os operadores judiciários teceram esta quarta-feira, em Coimbra, várias críticas ao novo mapa judiciário .Para o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, António Ventinhas, o Ministério da Justiça, o Estado e a política geral de vários Governos “assenta essencialmente numa perspetiva completamente miserabilista da Justiça, não a valorizando como uma função soberana”

TVI24, 2015.10.


 

pdf   Descarregar Artigo